E se o Mundo Fosse Perfeito?

Todo mundo tem o sonho de que algum dia o mundo será perfeito. Você pode dizer que não, que o seu sonho é ser namorado da Megan “What does the” Fox “say?”, possuir uma Ferrari e ter todos os aparelhos da Apple.

É mais que óbvio que esse é o seu mundo perfeito, mas é aí que entra a enorme impossibilidade mundialítica do perfeitismo.
(O Chrome não deve estar corrigindo as palavras, porque é impossível que essas duas existam).

O que estou dizendo é muito simples: o mundo perfeito é impossível.

Vou ser radical (vulgo: R4DYKHAL) e te desafiar a me dizer o porque o mundo perfeito é impossível nos comentários (sem ler a postagem). Se o seu argumento for bom o suficiente, até mesmo irei atualizar a postagem e colocar ele aqui. Dou o desafio do nada justamente porque eu sei que ninguém vai fazer isso, então diferença não fará…

[SPOILER PARA QUEM FARÁ O DESAFIO]

O mundo perfeito não existe pelo simples fato de que ele é varia de pessoa em pessoa. Por exemplo:

O seu mundo perfeito é um mundo onde não existem doenças e tampouco haja a necessidade de um hospital para atender as pessoas pois elas nem morrem, nem ficam doentes.
O mundo perfeito do João Fulano é um mundo em que ele é médico e pode curar pessoas. Por mais que ele saiba que não irá curar o mundo, ele ainda assim continua tratando dos pacientes que vêm até ele.

Você vê onde quero chegar?

O seu mundo perfeito tem calor, porém o mundo perfeito, para outra pessoa, é um mundo com frio. Para outra pessoa, o mundo perfeito é um em que a temperatura seja amena.
Pelo fato de o mundo perfeito ser diferente para cada um, é impossível que sete bilhões de pessoas possam viver em um mundo que seja perfeito para todos.
É exatamente por isso que existe o mundo dos sonhos (me acostumei a falar assim por causa do Collin – ops, spoiler sobre livro que tô escrevendo…), que é um lugar onde você pode sonhar o seu mundo perfeito, por mais que não possa se lembrar dele com muita clareza.

[/SPOILER PARA QUEM FARÁ O DESAFIO]

Não é uma grande postagem, ou uma brilhante postagem. Não é algo que estará em um livro de filosofia em dois ou três anos, mas é algo.

Se você gostou, comente e compartilhe nas suas redes sociais através dos botões ao lado. Você sabia que eu vou te amar ainda mais caso faça isso?


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

5 Comments

  1. A perfeição é impossível porque a condição para que algo exista é ter um contraponto que o deixe em equilíbrio, senão não existiria. É assim com tudo no mundo! Só sabemos o que é paz porque existe guerra, sabemos o que é luz por que existe escuridão, sabemos o que é saúde porque existem doenças, sabemos o que é vida porque existe morte, e assim por diante… Infelizmente, as coisas boas são sustentadas por coisas ruins e é por isso que a perfeição é impossível: porque se só existissem coisas boas, elas deixariam de ser boas. E isso não seria perfeito! Alguém entendeu? hsausausahusas’ Vlw a tentativa ao menos 😛

  2. A resposta para a tua pergunta é “42”, se é que você fez alguma pergunta. O mundo perfeito seria um mundo como o de Mangrathea que produz mundos de acordo com o gosto de cada cliente. Mas Mangrathea não é o mundo perfeito, e sim os mundos produzidos por eles é que são perfeitos, na visão dos clientes no mínimo. A verdade é que se o mundo fosse perfeito ia ser tudo meio entediante, insuportavelmente bom, e radicalmente precioso. Já me confundi tudo. O fato pe que se existe um fato e eu estou escrevendo isso é porque tua postagem ta muito boa, ora bolas! Quero teu livro logo! C#¨%#!%

    • Calma, Rafa, você não tá fincando louco!

      Os mundos produzidos em Magrathea podem até ser fisicamente perfeitos – afinal de contas, estamos falando da Terra -, mas o que acontece neles, o que as pessoas fazem, o que elas pensam e querem, nesse aspecto ele não seria perfeito. Um mundo “perfeito” seria um mundo onde as pessoas teriam o que quisessem sem precisar fazer esforço algum, e assim, como você disse, seria entediante.

      Paciência, até o final do ano você vai ter o meu livro, eu espero… 😛

Comente a postagem! :)