O primeiro filme que eu vi

tumblr_my2seeuk0n1qi0exfo1_500

Projetor de Cinema | Jessfw

 

 

Você com certeza se lembra, ou ao menos eu espero que lembre, do primeiro filme que você já assistiu na sua vida.

Eu poderia dizer aqui “o primeiro filme que já vi foi …”, porém minha memória não é das melhores… na verdade, eu não me lembro nem mesmo os filmes que assisti ano passado. Até mesmo os desse ano eu não consigo me lembrar. A única maneira de eu manter uma certeza de que assisti a tais filmes é olhando a lista que tem do lado direito do blog. Que, no momento em que estou escrevendo, se chama “Filmes que fizeram 2013 valer a pena!”. Ano que vem ela continuará e assim por diante, mas, claramente, o número mudará.

Eu, como disse, não posso falar exatamente qual foi o primeiro filme que já assisti, mas posso falar sobre o que eu me lembro. Eu não sabia do nome do filme ou coisa alguma, até que um dia fiz uma pergunta descrevendo os detalhes que me lembrava e recebi a resposta de que o filme era Mary Poppins. Eu recentemente assisti ao filme (mais precisamente, algumas horas atrás) e percebi que esse era sim o filme que penso ter assistido quando criança.

mary-poppins-level-of-wind-o

Os detalhes dos quais me lembrava eram poucos, como uma mala maior por dentro da qual poderia ser retirado um abajur, um guarda-chuva voador e alguma loucura com LSD de entrar em pinturas. Claro, quando se fala em guarda-chuva voador só pode mesmo se estar falando de Mary Poppins.

Fiz recentemente uma postagem falando sobre alguns filmes esperados no Brasil em 2014, um deles é chamado Saving Mr. Banks, que conta a luta de 20 anos de Walt Disney para conseguir os direitos autorais da autora P.L. Travers justamente para produzir o filme da Mary.

Ele, na verdade, já foi lançado, mais precisamente, no dia 20 de dezembro, porém isso nos Estados Unidos. Ele só sairá no Brasil em 2014 mesmo. O filme até que é interessante e, para você que se lembra do filme feito em 1964, pode chegar a ver a preparação de algumas cenas que estão nele.

O filme original, para a época, foi o que mais deu trabalho para a Disney em questão de custo, pois foram investidos por volta de 6 milhões de dólares na produção, tendo um recebimento de 102 milhões. Hoje em dia, na mesma empresa, filmes sem grande promessa de arrebentar na bilheteria dão despesas de 60 milhões. Se com apenas seis conseguiram fazer aquele filme, que mesmo para aquela época, tem efeitos especiais tão bons que chegam a superar filmes de hoje em dia, imaginem o que fariam com 60…

Quem precisa de gravidade?

Quem precisa de gravidade?

Agora, falando sobre você, se lembra qual foi o primeiro filme assistiu? Ou então, um filme que viu há muito tempo e que gostou muito? Fale através dos comentários abaixo! 🙂

Compartilhe a postagem nas suas redes sociais através dos botões abaixo, mas seja rápido, eles podem sair voando com um guarda-chuva mágico e você perderá a oportunidade de mostrar isso para os seus amigos (ou inimigos, caso não tenha gostado).

Maior por dentro

Maior por dentro


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

Comente a postagem! :)