Preguiça, falta de tempo ou de criatividade?

Hoje em dia minha vida tá tão confusa que não tenho nem mesmo certeza de que sou humano. Pelo que sei, posso ter sido trocado por um robô que é uma cópia idêntica de mim mesmo, pois presto tanta não-atenção na vida que nem teria percebido o pessoal me sequestrando para que pudessem colocar o robô no meu lugar.

E além disso, já faz um bom tempo que não posto absolutamente nada no Cronicis, e tô até agora tentando entender qual será que pode ser o motivo disso, poderia ser a preguiça, que é uma das principais razões pelas quais não faço coisa alguma na minha vida, mas também poderia ser pela falta de tempo, já que estudo oito horas por dia. Bom, estou na escola oito horas por dia. Além do tempo, também pode ser a criatividade, que seria o fato de que eu não tenho nada para escrever sobre, o que não é algo assim tão legal, é até mesmo muito ruim, se você parar para pensar.

Claro, o fato da falta de criatividade pode também estar ligado ao fato da falta de atenção, já que sem ter nada de interessante acontecendo e que eu preste atenção, não tenho nada para escrever, o que nos leva à criatividade, que seria o fato de eu não poder usar o pouco que tenho no texto que escrevo sobre o algo interessante que aconteceu e merece ser contado.

Mais um dos atuais gênios modernos!

Mais um dos atuais gênios modernos!

É por isso que aqui, nesta postagem que não vale quase nada e com certeza não vale a pena ser usada em um tribunal porque eu falei algo que não cumpri, prometo que a partir de agora prestarei mais atenção na vida, assim como na escola. Bom, ao menos na vida, esse é o mais importante.

Se quiser discutir, pense no que é mais importante: a vida ou a escola?

 

O problema de prestar atenção na vida é o fato de que eu simplesmente não consigo, isso aí! Se eu fosse uma daquelas pessoas, diria até mesmo que possuo TDAH, já que não consigo me concentrar em algo por muito tempo, o que pode até mesmo explicar as minhas notas, se você parar para pensar por uns minutos…

E sim, aquela pessoa é o ser que diz ter uma doença só porque acha “legal”, como TOC e Bipolaridade, porém se as levarem para um médico especialista, eles ficarão até mesmo decepcionados pelo grau de normalidade do ser em questão. Eu sei que eles não tem a intenção, mas as vezes até mesmo penso que eles estão brincando com essas doenças, embora eu fale praticamente todo o dia que tenho problemas na memória… digo, eu acho que falo, não me lembro direito. Será que falo?

 

Cansado demais para revisar, então apenas finja que é a nova regra ortográfica da língua portuguesa!


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

One Comment

  1. Parabéns Lucas, você é um ótimo escritor! Gosto muito de ler suas postagens.

Comente a postagem! :)