Quando os “defensores” são mais idiotas que os “preconceituosos”

Vocês se lembram daquele episódio em que a garota (Patrícia) chamou o goleiro Aranha de “macaco”?

Em primeiro lugar, gostaria de ressaltar que determinadas espécies de aranhas são negras e mortais, e muitas pessoas detestam aranhas. Deveríamos parar de chamar tal goleiro deste nome, já que, obviamente, é algo simplesmente ofensivo.

1817

Dr. Pepper.

Ah, o futebol… Odeio.

Se tem uma coisa que eu sei sobre futebol, e olhe que não sei muita coisa, é que em um estádio há diversas emoções conflitantes, afinal, há uma bola rolando pelo gramado, e isso gera várias emoções (tentarei não criticar o esporte). Há aquele ditado que ninguém nunca ouviu falar porque acabei de inventar, ele diz que “você nunca realmente fala o que quer quando está com raiva”, e Patrícia realmente estava com raiva quando algo aconteceu (por incrível que pareça, não é dito em qual foram as circunstâncias o grito aconteceu). Não entendo como é simplesmente aceitável chamar o juiz de filho da… e, claro, não vamos nos esquecer, chamar bandeirinha de gostosa.

Se tem uma coisa que sei sobre o futebol é que é um jogo competitivo entre duas equipes, e um integrante de cada equipe permanece em frente a um retângulo e tenta impedir uma bola de passar pelo retângulo quando é chutada por um integrante do time adversário. Basicamente, tudo depende da concentração deste particular integrante. Devo confessar que, apesar de terem feito algo considerado racista, a garota e os rapazes que gritavam junto dela (sim, não era apenas a garota, mas a mídia…) fizeram um excelente trabalho em tirar a concentração de um dos caras mais importantes da partida.

 

“De acordo com o ex-advogado, a garota recebeu ameaças ao longo do fim de semana, inclusive de estupro, e teve todos os seus dados expostos na internet. A família também não foi poupada. Uma prima de 14 anos não pode ir à escola. Após o incidente, sua mãe passou mal. No início da tarde, o advogado voltou atrás e disse que não iria mais ficar com o caso.” Globo Esporte.

Não digo que eles estavam certo em terem dito isso (aliás, não foi nem mesmo ela e alguns rapazes, era TODA A TORCIDA), mas digo sim que se for para combater esse tipo de preconceito com atitudes ridículas e provocadas por imbecis, é melhor a gente fazer uma adaptação da visão de Hitler e começar a exterminar todos aqueles com Q.I. abaixo de 0 que fazem burrices dessas (como essa logo abaixo, no título da matéria do G1).

“Homem confessa ter ateado fogo na casa da torcedora Patrícia Moreira” G1.

“Amigos negros defendem jovem que ofendeu Aranha: ‘Ela não é racista'” Globo Esporte.

3a887225b76ad1a2426c6740b6f4b4a7Vocês sabiam que ela até mesmo perdeu o emprego por conta de todo o bafafá que esse caso gerou?

Que tal se da próxima vez nós tentássemos agir como seres humanos, sabe, só pra variar de vez em quando?! Nunca se sabe, talvez nós vamos perceber que é justamente dessa maneira que deveríamos ter agido sempre.

 

 

 

“‘Ela é uma guria boa’, garantiu [a mãe], defendendo a jovem que perdeu o emprego na clínica de odontologia onde trabalhava no dia seguinte ao episódio na Arena do Grêmio.” CBN.

 

 


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

Comente a postagem! :)