Sobre como a tecnologia poderia salvar o mundo

Da última vez que eu chequei, o problema do papel não era o maior do mundo, talvez nem mesmo fosse um problema, mas e daí?

Algum tempo atrás, creio que antes de começar as aulas, eu comecei a pensar em uma coisa, essa coisa era: por que todas as escolas não adotam esses tablets/touchscreen laptops pros seus alunos? Quer dizer, imagina só quantas árvores essa porra salvaria? Somente com essa ideia implantada duas coisas seriam abolidas quase que absolutamente da face da Terra: lápis e papel. Tudo bem que isso significaria milhares de pessoas perdendo seus empregos porque trabalhavam em fábricas, mas não é como se a fábrica dependesse completamente dessas tais pessoas, afinal, é exatamente por isso que existem as máquinas.

Algum tempo atrás tive uma palestra que falava que era mais eficaz estudar usando um caderno do que um tablet porque o caderno não emite luz própria e o tablet sim. Bulhufas. O que faz as pessoas aprenderem mesmo não é a luz própria ou não-luz do tablet e caderno, mas sim o esforço que foi feito para copiar a matéria. E se esse é o problema, não é como se não existisse um app para desenho, tudo o que seria preciso era ter uma caneta própria para escrever em superfícies touch. Simssalabin, mundo salvo.

Aliás, lembre-se que todos os livros escolares de todos os anos na escola da vida de um aluno cabem em um dos tablets mais simples já desenvolvidos.

Outra desculpa muito popular entre os professores é: os alunos iriam verificar as redes sociais o tempo todo.

Claro que iriam, quem não iria? VOCÊ, senhor professor, não iria? A solução é, claro, bloquear a internet… Agora pare de inventar desculpas.

A escola é, como todos dizem, o lugar onde nós aprendemos a ser o futuro do mundo, então por que ela mesma rejeita ele tanto?


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

Comente a postagem! :)