Viagens e a Criatividade

Todas as outras escolas desse Brasilzão velho sem fronteira tinham – pelo que eu saiba – pelo menos duas semanas de respeitadas férias. A minha escola, por outro lado, deram aos seus mortos-vivos apenas uma semana de ridículas férias. O que é tão curto que eu nem me dei ao luxo de falar “férias”, e me refiro ao recesso (como os professores falam) como um “feriado”, pois é de apenas cinco dias.

 

Em todos os casos, neste feriado eu – acho que – fiz algumas coisas bem interessantes, que na verdade se resumem em viajar – durante doze horas exatas num carro extremamente apertado, onde eu me debatia contra a porta, por que minha prima viajou junto e ela tem de ir sentada em uma cadeira gigante ou então a polícia mata a gente.

 

Enquanto eu estava no meu destino de viajem (Santa Catarina), a coisa mais legal que fiz foi comprar algumas camisetas – e eu tenho um ótimo gosto para camisetas, se fosse fácil colocar uma estampa em uma, eu teria várias. De todas as compradas, tem duas que eu gostei mais, uma é a de uma espécie de bandeira pirata com um capacete de um dos clones de Star Wars. Só comecei a fazer essa postagem a meia noite, então, como não posso tirar uma foto da camiseta – tanto porque eu não faço a mínima ideia de onde ela está -, eu fiz uma pequena montagem de como a camiseta é, porém não é exatamente dessa maneira (é mais bonita, obviamente. Tanto porque eu tive que fazer essa montagem com o Gimp). Ah, e a outra é uma clássica camiseta azul com o símbolo do Superman.

 

 

A loja onde eu comprei essas duas possuía DIVERSAS camisetas dessa categoria, incluindo Iron Man e Batman, porém só pude comprar duas pois até eu achar essa loja já tinha um estoque de camisetas para cada dia do ano.

 

Eu sei que você não está mais lendo a postagem, o que é até bom, pois eu não sei o que escrever. Eu até poderia falar de algo mais que aconteceu, porém nada mais aconteceu, tudo o que fiz foi comprar coisas e dormir.

 

Um dos problemas com viagens é que você não está em casa – dãã. Digo, você não dorme na sua própria cama (não que eu tenha dormido em uma, pois o número de pessoas na casa ultrapassava o número de parágrafos nessa postagem – hiperbolicamente falando), não usa a sua própria internet (não que eu tenha usado internet), você simplesmente não fica confortável, pois só vai para o local quando viaja, não é todo o dia, como acontece na sua casa.

 

Aliás, agora me lembrei que a outra coisa que gostei de fazer nessas férias é algumas coisinhas que fiz no Inkscape, quando tive ideias – descobri que quando não se tem internet, aparece uma coisa chamada “criatividade”. Aqui vão algumas das coisas, porém veja-as no meu portfolio, onde eu prefiro, pois ele é muito legal.

 

Essa, na verdade, é nova, pois eu não tinha nenhuma outra imagem com baixa qualidade o suficiente para fazer vocês entrarem no portfólio.

 

Veja essas em alta qualidade e outras aqui: http://lucaszanella.deviantart.com/. Pra você que não é muito familiarizado com o óbvio, observe que ao clicar em “Browse Gallery”, você pode ver todas as bagaças que eu já enviei para o DeviantART.

 

Hey, lembre-se de clicar nos ícones ao lado para compartilhar essa postagem nas redes sociais, eu realmente adoro quando você faz isso! 🙂


Lucas Zanella

No blog posto geralmente textos de opinião assim como também histórias curtas. Aqui você encontrará fantasia, terror e ficção científica. Talvez até mesmo algum drama ocasional.

Comente a postagem! :)